quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Tupperware II

Mais uns artigos que adquirí desta marca de confiança. Desta vez foi para guardar a sopa e a fruta que faço para a minha bebé, achei muito prático pois fica a dose certa para uma refeição, além de ficar pronto a levar para a rua se fôr caso disso.

Estes artigos comprei à  Raquel que tem página no facebook A Caixa Mágica - Tupperware, procurem por lá se precisarem de alguma coisa, super simpática e atenciosa.

Aqui estão eles, a colher foi oferta da vendedora, um miminho:



Material muito resistente e umas cores girissimas, as maiores comprei para a sopa e os mais pequenos para o puré de fruta.

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Tupperware I

Sempre fui fã da Tupperware mas é claro que a qualidade de certos produtos paga-se e mais recentemente comecei a pensar em todos os benefícios inclusive de saúde que poderemos ter ao adquirir os produtos desta marca.

Já tenho vários e para não se tornar tão dispendioso compro quando há boas promoções.

Comprei este para cozer massa no microondas e estou a gostar muito, principalmente quando tenho que fazer pouca quantidade.

Aqui está:


Aqui já pronto para ir ao microondas, vai sem a tampa, esta vai servir depois para ajudar a escorrer a massa depois de pronta:


Aqui já está pronta a massa:


Aqui pronta a servir:


Um utensílio muito prático de usar no dia a dia.

Nota: Fiquei agora a saber pela Raquel A caixa mágica - tupperware que este artigo já não se vende, mas mesmo assim fica a dica. Há para venda o micro massas em redondo.


segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Molotof



Esta é uma receita que gera sempre controvérsia, pois nem sempre sai bem. Eu ainda só tinha experimentado uma vez e assim que saiu do forno mirrou todo, jurei que não voltava a fazer tal foi o trauma.

Tinha 8 claras congeladas e andei a pesquisar várias receitas e várias dicas (algumas tirei do blog da Alexandra) para se fazer um molotof que sai sempre bem e parece que acertei. É para repetir com certeza e para a próxima vou fazer com creme de ovos.

Fiz assim:

Ingredientes: 8 claras; 8 colh.de sopa de açúcar; caramelo q.b.; umas pedrinhas de sal

Modo de preparação: Bater as claras com umas pedrinhas de sal, quando estiverem quase em castelo juntar o açúcar e bater bem na velocidade máxima. Quando estiverem em castelo juntar o caramelo a gosto, bater mais uns 5m na velocidade máxima. Untar uma forma com buraco com caramelo e colocar as claras, ajeitar com uma colher e bater varias vezes com a forma na bancada para sair o ar que possa estar nas claras. Eu até deixei cair a forma na bancada várias vezes. Levei ao forno pré-aquecido a 180 graus, onde já tinha um tabuleiro com água. Cozi o molotof em banho-maria durante 8m (1m por cada clara). Experimentem, o meu ficou lindo.

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Arroz doce tradicional

Desde que tenho a yammi uma das primeiras receitas que experimentei foi o arroz doce, tentei várias receitas que não eram propriamente ai meu gosto até que encontrei esta e com algumas adaptações, acho que esta é a receita ideal para fazer num robot de cozinha.

Cá em casa quem costuma fazer esta sobremesa é o meu marido mas à maneira antiga e no tacho e olhem que fica uma delícia, mas este que faço agora na yammi também não fica nada mal. Eu com o arroz doce sou um bocadito esquisita, gosto dele com mais líquido e gosto dele branco sem ovos e sem o pudim ou leite creme que muita gente junta no final.

Então faço assim:

Ingredientes: 250g de arroz (tenho utilizado um próprio para arroz doce); 1,5kg de leite; 250g de água; 250g de açúcar; 40g de manteiga; casca de limão q.b.; 1 pau de canela; 1 pitada de sal; canela em pó q.b.

Modo de preparação: Encaixe a borboleta. Colocar no copo a casca de limão, a água, a manteiga, o pau de canela e o sal  e programar 2m/100 graus/vel.mínima. Juntar o arroz e programar 5m/100 graus/vel.mínima. Juntar o leite e programar 30m/90 graus/vel.mínima. Retirar a casca de limão e o pau de canela e juntar o açúcar e programar 20m/90graus/vel.mínima.

E fica assim:


E não polvilho com canela, deixo ao gosto de cada um.


sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Porta documentos - Bebé

Eu fui mãe à pouco tempo do meu terceiro filho, neste caso uma menina linda que vai fazer 5 meses agora em Novembro.  Por isso vou passar a fazer também alguns posts com temas relacionados com bebés.
Já a algum tempo que gostava de ter um porta documentos deste género e quando vi este modelo não resisti e tive que encomendar à
Ana Rodrigues uma menina que tem trabalhos espectaculares e é muito atenciosa, aconselho. Visitem a sua pagina que vale a pena.

Aqui está, adorei:


Aqui podem ver as divisórias:


Tem bastante arrumação, era mesmo o que eu queria:





domingo, 22 de outubro de 2017

Pão de ló de laranja da avó Mila

Gosto muito das receitas da Alexandra, comecei por segui-la no facebook e depois no blog. A Alexandra tem muitos robots de cozinha e quando precisamos de ajuda sabemos que podemos contar com ela. Eu concordo com o que diz e por mim falo, por vezes não rentabilizamos os robots que temos na nossa cozinha. Resolvi fazer este bolinho com uma simples batedeira para demonstrar que as receitas que são feitas nos robots de cozinha, podem ser feitas à mesma sem eles. Apesar de ter a yammi hoje decidi voltar aos velhos tempos, até porque confesso que os bolos em que as claras são batidas em castelo prefiro continuar a faze-los com a batedeira velhinha que tenho por cá.

Ingredientes: 7 ovos; 300g de açúcar; 200g de farinha; 1 colh.sob.fermento em pó (não coloquei a farinha já tinha); raspa e sumo de 1 laranja grande; 1 pedrinha de sal; açucar em pó q.b.para polvilhar

Modo de preparação: Separar as gemas das claras. Bater estas últimas em castelo com uma pedrinha de sal. Juntar às gemas o açúcar e bater bem. Juntar a raspa e o sumo da laranja e bater novamente muito bem. Juntar a farinha e as claras ao preparado anterior alternadamente com uma vara de arames. Levar ao forno a 180 graus até estar cozido. Polvilhar com açúcar em pó de pois de pronto.

 Fica um pão de ló divinal parece uma nuvem. Vai ser a minha receita de eleição daqui para a frente.

Aqui está já prontinho:


Aqui antes de desenformar:


sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Canja - Smart cooker

Uma das coisas que gosto de fazer de vez em quando à noite é canja. Não deixo a receita pois e bastante básica, a diferença é que desta vez deixei o frango a cozer na Smart Cooker e deixei a panela programada para quando chegasse a casa fosse só desfiar o frango e terminar a canja. Muito bom e rápido para dias apressados. 
Uma das coisas que eu não estava a conseguir fazer era deixar a maquina programada mas com a ajuda do grupo no facebook já consegui.

Aqui está a canja pronta:


Aqui o frango já cozido quando cheguei a casa: